Blog

História de Hawayo Takata

Posted by:

Hawayo Takata nasceu na Ilha das Flores de Kawai, no arquipélago do Havai em 24 de Dezembro de 1900. Filha de pais japoneses, que haviam deixado o Japão em busca de uma vida melhor, tinha uma estrutura física débil o que a impedia de trabalhar tão eficazmente na lavoura quanto os seus pais, de compleição física mais robusta.

O Havai, actualmente o 50º estado norte-americano, foi invadido e anexado pelos E.U.A. em 1898. O arquipélago tinha no final do século XIX e início do século XX, uma agricultura baseada em cana de açúcar e abacaxi. Desde 1880 até cerca de 1930, o território recebeu um número expressivo de imigrantes japoneses que aí se instalaram, entre os quais, os pais da senhora Hawayo Takata – o casal Kawamuru.

Quando completou os 12 anos, foi trabalhar na lavoura juntamente com seus pais. Contudo, devido à sua fraca condição física, aos 14 anos, foi dar aulas para os alunos do primeiro ano de uma escola religiosa, para poder ajudar economicamente a sua família. Foi com essa idade que foi também trabalhar numa loja de bebidas gaseificadas onde uma cliente notando suas boas aptidões no atendimento ao público a convidou para trabalhar numa grande casa senhorial onde a senhora Takata, viria a tornar-se governanta e dirigir 20 funcionários bem como seria nesse local que conheceria o seu futuro marido – Saichi Takata – que era contabilista da propriedade.

A amizade com essa cliente, que viria a tornar-se sua patroa, durou mais de 24 anos. O casamento com Saichi Takata, do qual nasceriam duas filhas, duraria até Outubro de 1930, quando Saichi Takata, faleceu repentinamente.

A partir desse evento, a senhora Takata teve de trabalhar mais intensamente para poder prover a sua família, o que iria acarretar danos na sua saúde, mais concretamente, fortes dores abdominais decorrentes de cálculo renal e apendicite.

Tendo o seu quadro de saúde piorado, a senhora Takata deu entrada nas urgências de um hospital em Akasaka, Tóquio onde lhe propuseram uma cirurgia urgente na qual não se poderia usar anestesia devido a problemas respiratórios que se somavam àqueles que Takata apresentava nesse momento. Takata inquiríu os profissionais de saúde por uma aternativa onde lhe foi sugerida uma clínica de Reiki em Quioto que era liderada pelo Dr. Chujiro Hayashi.

O motivo que tinha levado Takata ao Japão foi a vontade de dar, pessoalmente, a notícia do falecimento de sua irmã aos seus pais que residiam nessa altura em Yamagushi tendo aproveitado a ocasião para depositar as cinzas do marido, entretanto falecido, no templo budista Ohtani, localizado em Tóquio.

Foi em 1935 que se submete a um tratamento Reiki, durante 4 meses sob a supervisão do Dr. Chujiro Hayashi, através do qual recuperou totalmente a sua saúde. Tendo ficado extremamente grata ao Reiki, quis aprender a técnica tendo endereçado o seu pedido a mestre Hayashi. o qual, ao fim de algumas insistências acabou por aceitar, quando percebeu a forte vontade que Takata trazia consigo.

Takata e suas duas filhas ficaram hospedadas na casa de Chujiro Hayashi durante um ano, período durante o qual, acompanharam o médico nos seus atendimentos de Reiki e com o qual, puderam praticar nos seus pacientes. Foi iniciada mais tarde no 2º Nível de Reiki (Okuden) e regressou em 1937, à sua ilha natal de Kawai no Havai, onde começou a praticar.

Mestre Hayashi, no intuito de ajudar a senhora Takata a divulgar o Reiki no Ocidente, veio ao Havai onde ficou por 6 meses. Foi nesse período que ministrou a última iniciação do Reiki – Shinpiden – e, anunciou que a senhora Takata era agora mestra de Reiki na linhagem de Usui, estando habilitada a formar outros terapeutas e mestres de Reiki e a continuar a linhagem. Hayashi regressou ao Japão em Fevereiro de 1938 após ter ministrado vários cursos, palestras e demonstrações de Reiki em Honululu, capital do Havai.

Com o objectivo de se melhorar a nível do conhecimento do corpo humano, a senhora Takata completou os seus estudos na Universidade Nacional de Medicina sem Medicamentos (National Collegeof Drugless Physicians) em Chicago, em Julho de 1938.

Em 1940, Takata tem um sonho, no qual vê o seu mestre de Reiki Chujiro Hayashi, envergando o tradicional quimono de seda branco sendo que o branco é a côr japonesa associada ao luto. Perturbada pelo sonho, Takata decide viajar ao Japão no intuito de se encontrar com o seu mestre. Reencontrada com o mestre, Hayashi, um grande místico e conhecedor da preparação militar do seu país, falou-lhe da guerra que se avizinhava, do vencedor dessa guerra e de como evitar as represálias de que poderia vir a ser vítima devido à sua condição de nipo-americana dado que a senhora Takata nascera em território americano mas era filha de pais japoneses.

Deve ser recordado que após o ataque japonês a Pearl Harbor, localizado na ilha de O’ahu no Havai, americanos de origem japonesa foram enviados para campos de concentração nos E.U.A., com o objectivo de serem usados quer como moeda de troca nas negociações que poriam fim ao conflito , quer para evitar que estes, dada a sua ascendência, pudessem fornecer informações privilegiadas ao inimigo. Curiosamente, no período em que os E.U.A estiveram em guerra com o Japão (7 de Dezembro de 1941 a 2 de Setembro de 1945), a população nipo-americana no Havai não teve de ser enviada para campos de concentração, ao contrário do que aconteceu com a população nipo-americana residente no continente.

Então, a 9 de Maio de 1940, Chujiro Hayashi convida seus amigos íntimos, mestres de Reiki por ele formados e familiares próximos a estarem presentes para assistirem o seu seppuku – uma forma de suicídio ritual, tradicionalmente realizada pelos samurais, para preservar a honra. O seppuku consiste no esventramento com uma faca bastante afiada.

Dado que Hayashi era um homem honrado, por um lado estava refém do seu compromisso perante a vida e o juramento de a defender e preservar, enquanto médico, terapeuta e mestre de Reiki. Por outro lado, sendo japonês e militar na reserva da Marinha Imperial Japonesa, seria forçado a participar no morticínio da 2ª guerra mundial e ceifar vidas americanas. A única forma honrada de resolver este dilema moral seria o seppuku. Quando Hayashi regressou ao Japão em Fevereiro de 1938, os militares japoneses interrogaram-no com o objectivo de extraírem pormenores sobre pontos militares estratégicos dos E.U.A. no Havai. Hayashi recusou dar-lhes qualquer informação que pudesse pôr em perigo as vidas dos habitantes do território. Perante a recusa em ajudar os militares do seu próprio país, num contexto de profundo nacionalismo que se vivia na época e preparação para o ataque japonês aos E.U.A., tal atitude poderia ser considerada como traição. A única forma honrada de resolver este conflito interior seria o seppuku que foi realizado entre as 13:00 e as 13:20 de 9 de Maio de 1940, trajando o mesmo quimono de seda branco que Takata havia visto no seu sonho.

Takata, após ter assistido à passagem do seu mestre, regressou ao Havai onde difundíu o Reiki, formando até à altura da sua morte, em 12 de Dezembro de 1980, 22 mestres nos seus últimos 10 anos de vida, de forma a manterem viva a tradição do Reiki.

0

About the Author:

  Artigos relacionados

Add a Comment