Resgate da criança interior

O que é a criança interior?

A criança interior consiste num arquétipo que todos os seres humanos contêm. As crianças têm determinadas características como a espontaneidade e a capacidade de rir e de brincar.

Porém, quando passámos por situações traumáticas ou de sofrimento na infância, a tendência é a de a enclausurarmos a nossa criança interior, retirando-lhe atenção, ignorando-a, numa tentativa de nos protegermos. Como não a podemos matar porque ela é uma parte da nossa psique, ignora-mo-la.

Dado que ela é realmente a fonte da nossa criatividade, da nossa alegria, do nosso entusiasmo pela vida, com a supressão dessa parte do nosso Self, tornamo-nos quando adultos, tristonhos, de olhar embaciado, privados de alegria no olhar.

Mas a criança interior continua a residir em nós, a formar parte de quem somos, a reclamar atenção, carinho e amor. Enquanto não lhe dermos a atenção que ela pede, não a permitirmos exteriorizar-se, manifestar-se, reabrirmos o armário onde a colocámos dentro um dia quando ela foi magoada, para que nós pudéssemos passar a “adultos”, nós vamos continuar em sofrimento, sem a sua leveza, a sua descontração e sem a sua criatividade.

Embora possamos vir a atingir sucesso em termos financeiros ou profissionais (embora bem menor em profissões que exijam criatividade), continuamos a sentir-nos incompletos até que essa parte seja resolvida. Essa criança tem coisas importantes a dizer-nos. Vamos ouví-la, dar-lhe atenção, acarinhá-la, dar-lhe um abraço.

Aquilo que ela contém – criatividade, vivacidade, capacidade de rir, de brincar, de estar no momento presente, felicidade – é demasiado importante para que a continuemos a ignorar, a subtrair-lhe atenção de cada vez que surge a oportunidade de ela se manifestar, de forma a que possamos continuar em frente, com as nossas vidas.

É mais um dos paradoxos na Espiritualidade mas se não conseguirmos amar a criança que há em nós, não conseguiremos ser adultos, maduros de verdade. Sem recuperarmos a nossa criança interior, não podemos ser adultos.

Carl Jung refere:

Em todo adulto espreita uma criança – uma criança eterna, algo que está sempre vindo a ser, que nunca está completo, e que solicita atenção e educação incessantes.

Essa é a parte da personalidade humana que quer desenvolver-se e tornar-se completa.

A Terapia Multidimensional ao serviço da criança interior

De vem em quando, a criança interior encontra-se fora do corpo do paciente por algum trauma sofrido ou porque foi raptada por seres espirituais. O que as equipas de Seres de Luz fazem é encontrarem-na e reintegrarem-na no corpo do paciente.

Assim que ela regressa, regressam as qualidades a ela inerentes, qualidades essas que manifestam as vibrações originais da alma.

Para efectuar a sua marcação poderá usar o formulário abaixo ou usar um dos nossos meios de contacto.

Marcação de consulta de Terapia Multidimensional

Modo: Presencial (em Lisboa) ou à distância
Duração da sessão: 1 hora
Valor de troca: 30€

  1. (obrigatório)
  2. (email válido obrigatório)