Registos akáshicos

O que são registos akáshicos?

Durante a consulta de leitura de aura, vão sendo visualizadas imagens através da terceira visão do terapeuta. O espírito da pessoa comunica com o do terapeuta através de várias formas mas a principal é através de imagens. Essa imagens correspondem aos registos akáshicos que serão consultados na leitura de aura.

Os registos akáshicos são a marca energética de cada pensamento, acção, emoção e experiência que alguma vez ocorreu no tempo e no espaço. Os registos akáshicos podem ser vistos como a informação de tudo o que alguma vez ocorreu, em todas as experiências, em todas as vidas, em todas as realidades e em todas as dimensões a todas as almas. Os registos akáshicos são um repositório holográfico etérico de informação do passado, presente e potencial futuro da consciência humana. A energia que constitui os registos akáshicos é a energia do Amor. O conhecimento contido nos registos akáshicos é impresso sobre uma substância subtil denominada de Akasha que descreve a energia do Amor que permeia e cria tudo no Universo.

O Akasha está disponível em todo o lado, a toda a hora. Todos os seres podem aceder à informação dos registos akáshicos em qualquer altura e de facto já o fazemos. Quando, de vez em quando, recebemos flashes de intuição e palpites certeiros que nem sabíamos como aprendemos aquilo no passado, são na realidade impressões aos registos akáshicos que fazemos. Por exemplo, ocorre quando temos o famoso “dejá vu”, quando nos parece que soubémos como executar determinada tarefa tendo no entanto a certeza que não tivémos qualquer contacto com ela antes e que a sua aprendizagem não é rápida ou fácil, quando vímos uma determinada pessoa e tivémos a sensação que já a conhecíamos antes… Esses casos são acessos aos nossos registos akáshicos que de vez em quando fazemos sem nem percebermos como o fizémos e, portanto, sem voltar a hipótese de replicar a experiência.

Uma leitura de aura permite transformar o que é algo espontâneo e que na maior parte das vezes dura centésimos de segundo em algo que dura uma sessão de hora e meia, de forma consciente e voluntária. O Terapeuta de Leitura de Aura é aquele que acede aos registos akáshicos do consulente mediante a autorização do seu espírito e aquilo que o seu espírito lhe permite saber.

Numa leitura de aura, mesmo que a pedido do consulente sobre uma determinada pergunta, o espírito pode decidir não dar a resposta para que seja visível pelo terapeuta… O espírito do consulente é quem decide e não o ego do consulente aquilo que pretende que a pessoa tome consciência. Uma Leitura de Aura não é orientada pelo Terapeuta de Leitura de Aura mas sim pelo espírito do consulente assumindo o primeiro, o papel apenas de facilitador, de intermediário entre o espírito do consulente e o consulente.

Cada ser no Universo está constantemente a aceder e a modificar os registos akáshicos. Cada pensamento que temos, cada emoção que sentimos, cada acção que executamos, fica armazenado nesses registos. É por isso que muitas vezes é possível aceder usando outras ferramentas tal como a hipnose e a regressão para aceder a essa informação. A Terapia de Leitura de Aura não é assim a única terapia que o permite! Existem diversas outras ferramentas que também o permitem tal como a Terapia de Vidas Passadas que usa a hipnose para fazer o paciente regressar à infância, à vida intra-uterina, ao estado anterior antes de reencarnar, chamado estado intermédio onde já morreu mas ainda não reencarnou ou até mesmo uma reencarnação anterior. Existe também a via do Xamanismo que dispõe de algumas técnicas e ferramentas para aceder a esses registos e compreender e integrar determinadas situações que nos estarão a causar dano enquanto não forem tomadas conscientes.

Os traumas são um bom exemplo. Por vezes, ocorrem situações traumáticas graves na vida de uma pessoa e a mente que está orientada para proteger o ser custe o que custar, poderá desenvolver amnésia parcial em relação a alguns factos ocorridos no passado. Esse mecanismo de defesa da mente é tão eficaz que a pessoa pode jurar com toda a verdade perante si própria que nunca passou antes por aquela situação. No entanto, essa situação, tornada inconsciente pela mente da pessoa numa resposta automática de sobrevivência de forma a que a pessoa possa continuar a sua vida normal, qual rio subterrâneo, vai minando a pessoa em diversas fases da sua vida e continuará até que a pessoa tome consciência. Se a pessoa não tomar consciência na encarnação actual, reencarnará e o problema persistirá na nova encarnação. A Leitura de Aura permite colocar um fim a este tipo de situações fazendo com que a pessoa tome consciência e possa seguir em frente com a sua vida, não numa atitude defensiva mas numa atitude de verdadeira liberdade, de perdão a si mesma e aos outros e com uma nova consciência do mundo, dos outros, de si mesma e de como tudo se organiza.

É porque somos todos criados e estamos conectados à energia do Amor que o nosso direito divino de nascimento inclui termos acesso à divina sabedoria e conhecimento contidos nos registos akáshicos.

Os registos akáshicos contêm todo o passado, presente e possibilidades futuras através das vibrações da compaixão e da alegria. Eles são o DNA do universo. Eles contêm a coleção de tudo o que ocorreu no passado e contêm o conjunto completo de informação no que diz respeito aos potenciais no futuro. Cada grupo, cada evento, cada organização e cada local também têm o respectivo registo akáshico único.

Uma forma de compreender os registos akáshicos é vê-los como um livro que contêm a história inteira da nossa alma assim como cada aspecto de quem nós somos agora e todo o potencial do nosso futuro. Este livro metafórico é tão vasto que nunca poderia existir fisicamente. Em vez disso, está armazenado energeticamente na vibração do Amor que constitui tudo no Universo. É por essa razão que um dos procedimentos de encerramento de uma leitura de aura é abrir um livro (no plano astral, claro), folheá-lo até ao momento presente, fechá-lo novamente, escrever o nome da pessoa no mesmo e atá-lo com uma fita dourada e dar-lhe um laço.

A verdade é que uma leitura de aura ao aceder aos registos akáshicos permite-nos a liberdade de fazermos as escolhas certas. Quando conhecemos a Verdade, podemo-mo-nos libertar de todas as ilusões que criámos e que nos fizeram pensar que estávamos separados de Deus. Os registos akáshicos são uma das mais poderosas ferramentas existentes no universo para nos ajudar a lembrar da nossa unidade com cada ser no universo e para encontrar o nosso poder pessoal e colectivo para criar as realidades que desejamos.

História dos Registos Akáshicos

O conceito de registos akáshicos encontra-se referenciado em cada tradição espiritual do planeta. Na Bíblia, está descrito como o Livro da Vida. Os registos akáshicos são também referidos como a Mente Cósmica ou Mente Universal assim como o Olho de Deus. Referências aos registos akáshicos ou do eterno Livro da Vida datam da Antiguidade. Referências no Velho Testamento e para além dele dão-nos conta de que existe um armazém colectivo de conhecimento que se escreve no tecido da realidade.

A energia que contém esta informação dos registos akáshicos designa-se de Akasha – termo sânscrito que significa “substância primária”. Esta é a energia que constitui todas as coisas no Universo. É a energia do Amor. No misticismo Hindu, Akasha é tido como o princípio primordial da natureza a partir do qual os outros quatro elementos naturais do fogo, ar, água e terra são criados. Cada vibração que ocorre no Universo através dos nossos pensamentos, palavras e actos cria uma marca indelével no Akasha, deixando um registo energético de cada alma e de cada criação.

A palavra, Akasha, deriva de duas palavras antigas tibetanas ou do Norte da Índia. “Aka” significa espaço, armazém ou repositório e “Sa” significa céu, escondido ou secreto. Uma tradução simples de Akasha é “um armazém escondido”. Os registos akashicos são assim uma biblioteca escondida dos registos impressos no espaço subtil do Akasha. Crê-se que os registos akáshicos existiram desde o início do continuum espaço-tempo do planeta Terra.

Quem tem acesso aos registos akáshicos?

Toda a gente! Da mesma forma que temos acesso a diversos tipos de blibliotecas físicas tais como bibliotecas de Direito  e bibliotecas de Medicina, também existem várias bibliotecas etéricas nos registos akáshicos. Cada pessoa, animal, grupo, organização, evento e local na Terra tem um registo akáshico único. Por direito divino de nascimento, temos a capacidade de aceder aos nossos registos akáshicos pessoais bem como aos registos de um grupo do qual façamos parte.

Cada ser no planeta pode aceder às áreas dos registos akáshicos dos quais a sua alma faça parte.  Por outro lado, ninguém consegue aceder aos nossos registos akáshicos pessoais sem a nossa expressa permissão. Os registos akáshicos são protegidos por seres espirituais que são referidos como guias, os guardiões dos registos akáshicos. Estes guardiões espirituais ajudam-nos a aceder aos nossos registos akáshicos e mantêm uma forte proteção energética da informação neles contida.

Como podemos aceder aos registos akáshicos?

As pessoas acedem frequentemente aos registos akáshicos através da intuição, da oração, da meditação e flashes intuitivos. Muitos de nós experienciam estes momentos súbitos de clareza numa base diária. Para muitas pessoas, a abertura intencional à intuição fornece uma abertura mais poderosa a estes registos.

Nós podemos aprender a aceder aos registos akáshicos através de diversas técnicas. Estas técnicas podem incluir o uso de meditações, técnicas de respiração e uma oração sagrada de abertura dita em voz alta. Embora não exista uma instituição que governe este trabalho, existem muitos professores que são indicados para o ajudar.

Para além da nossa própria abertura aos nossos registos akáshicos, podemos encontrar uma clareza de muito maiores dimensões através de uma consulta ou de uma leitura de aura. A consulta ou leitura consiste em ter alguém com experiência e conhecimento no trabalho com os registos akáshicos para abrir os registos do consulente de forma a que o própria possa receber valiosa informação nos mesmos. Uma Leitura de Aura pode ser extremamente benéfica já que oferece informação específica que emerge directamente da jornada pessoal da alma do consulente permitindo a resposta a algumas das suas questões mais pertinentes sobre a sua vida.